Top Social

RESENHA | EXTRAORDINÁRIO - R.J. PALACIO

segunda-feira, 16 de abril de 2018

SINOPSE

August Pullman, o Auggie, nasceu com uma síndrome genética cuja sequela e uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso, ele nunca havia frequentado uma escola de verdade... até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros.

R. J. Palacio criou uma história edificante, repleta de amor e esperança, em que um grupo de pessoas luta para espalhar compaixão, aceitação e gentileza. Narrado da perspectiva de Auggie e também de seus familiares e amigos, com momentos comoventes e outros descontraídos, Extraordinário consegue captar o impacto que um menino pode causar na vida e no comportamento de todos, família, amigos e comunidade; um impacto forte, comovente e, sem dúvida nenhuma, extraordinariamente positivo, que vai tocar todo o tipo de leitor.

RESENHA


Confesso que me interessei em ler o livro por ter visto o filme, que literalmente é extraordinário, além da curiosidade de saber das possíveis diferenças e detalhes incluídos ou excluídos quando se trata de uma adaptação. O livro conquista por tratar de um tema cruel que é representado de forma tão leve, uma vez que é narrado pelo próprio Auggie. Isso faz com que a leitura seja simples e sem palavras rebuscadas o que traz mais verossimilhança pelo fato de o narrador se tratar de uma criança.

"Extraordinário" é um livro que pode ser lido em poucos dias mas que causará um impacto a longo prazo. O preconceito em relação a aparência é um tema sempre recorrente e rende bons livros, mas lido pelo ponto de vista de uma criança torna tudo mais emocionante e comovente. Auggie é um personagem adorável e sua personalidade deixa tudo mais leve fazendo com que o leitor se envolva cada vez mais quando a força do garoto parece minada.

A inclusão social é um tema sempre atual e importante de ser discutido. O fato de envolver uma criança com uma doença não tão comum acaba gerando uma reflexão por parte da sociedade. Além disso, o livro promove a identificação de pessoas com o mesmo problema ou até mesmo debates a cerca da distorção da realidade que pode vir a acontecer. De qualquer forma, colocar esse tema discussão faz com que o livro possua relevância, ainda que não se trate de um grande best seller.

O livro faz jus ao nome e conquista qualquer leitor que se proponha a embarcar nessa narrativa. É uma história que marca, trás uma lição, e também rende boas risadas, alem de ser um livro fluido e leve.

Post Comment
Postar um comentário