Top Social

TAG | QUAIS LIVROS SERÃO CLÁSSICOS NO FUTURO?

sexta-feira, 27 de abril de 2018

Depois de uma semana corrida, finalmente é sexta feira! E, como a faculdade é complicada e a pilha de textos acadêmicos a serem lidos só cresce na minha escrivaninha, resolvi aparecer aqui com algo  um pouquinho mais simples. Felizmente, o universo é maravilhoso e me apresentou essa TAG incrível no canal da Pam Gonçalves. Vamos prever o futuro por alguns minutos. Vamos chutar quais serão os clássicos daqui cinquenta anos! 

1 - Escolha um clássico que você acha que ainda será relevante no futuro.

Quando assisti o vídeo da Pam Gonçalves pensei nos mesmos livros que ela para essa pergunta e acho que isso definitivamente diz algo a respeito dos títulos a seguir. "Dom Casmurro" é um dos maiores clássicos da literatura brasileira e até os dias atuais norteia debates fervorosos, sejam eles em salas de aula ou mesas de bar. Já "Orgulho e Preconceito", obra mais conhecida de Jane Austen, é um romance atemporal, que exalta a força feminina em suas diversas formas, além de possuir popularidade inegável, o que gerou milhares de releituras ao longo dos anos. 

2 - Escolha um livro que passou despercebido, mas que você está confiante que será um clássico no futuro. 

Dizer que "O Nome do Vento" passou despercebido pode parecer piada nos dias de hoje, mas a verdade é que o livro de estreia de Patrick Rothfuss demorou para cair nas graças do público. Talvez por ser um livro cujo número de páginas intimida um pouco e ter uma continuação ainda maior... E um último volume que, mesmo sete anos após o lançamento do segundo volume, não tem previsão para chegar nas prateleiras. Porém, apesar das pedras no caminho, a história de Kvothe é daqueles que uma vez lida, nunca esquecida. 

3 - Escolha um título que você favoritou recentemente que você acha que ainda será elogiado daqui 50 anos. 

Acredito que uma das melhores autoras de fantasia young adult (ou seria new adult?) da atualidade é Sarah J. Maas. Seus romances são narrados de uma forma fluída, que atrai o leitor e faz com que as inúmeras páginas passem como um borrão, entretanto, um borrão muito bem detalhado. "Corte de Espinhos e Rosas" é um dos livros mais recentes da autora e também uma releitura de "A Bela e a Fera", porém, extremamente original. Talvez não o bastante para se tornar um clássico, mas definitivamente capaz de arrancar elogios daqui cinquenta anos. 

4 - Escolha um livro recente que você ainda não leu, mas que você acha que pode se tornar um clássico baseado na reputação, reviews etc. 

É vergonhoso admitir, uma vez que o livro estava presente na minha meta de leitura do último ano, mas infelizmente não consegui concluir "The Gentleman's Guide to Vice and Virtue". Porém, com apenas 1/3 de leitura, pude começar a perceber porque a obra vem sendo tão elogiada. Mal posso esperar para concluir a leitura. 

5 - Um livro favorito que você deseja guardar para os seus netos (ou netos dos seus amigos) para ler em 50 anos. Pode ser um livro infantil ou para adultos. Qualquer coisa que você se conecte pessoalmente e que espere que uma futura geração também possa se conectar. 

Qualquer pessoa poderia ler essa pergunta e automaticamente responder "Harry Potter" - inclusive eu. Mas acredito que as obras de JK Rowling irão entrar nas listas de leituras de muitos netos no futuro, então optei por algo igualmente relevante e um pouco mais recente. A trilogia "Jogos Vorazes" é tão importante no universo literário e constantemente nos esquecemos disso... Foi uma das primeiras obras dessa nova leva a falar criticar governos, fazer com que os leitores tivessem uma visão mais crítica do mundo em que vivem... Trouxe uma protagonista feminina que não coloca os homens ao seu redor como prioridade, mas não deixa de amá-los. Katniss é real e sua história merece ser lembrada.


Post Comment
Postar um comentário