Top Social

RESENHA | UM CASO PERDIDO - COLLEEN HOOVER

terça-feira, 14 de agosto de 2018

SINOPSE

Às vezes, descobrir a verdade pode te deixar com menos esperança do que acreditar em mentiras... Em seu último ano de escola, Sky conhece Dean Holder, um rapaz com uma reputação capaz de rivalizar com a dela. Em um único encontro, ele conseguiu amedrontá-la e cativá-la. E algo nele faz com que memórias de seu passado conturbado comecem a voltar, mesmo depois de todo o trabalho que teve para enterrá-las. Mas o misterioso Holder também tem sua parcela de segredos e quando eles são revelados, a vida de Sky muda drasticamente.

RESENHA



É engraçado como ficamos com medo de expressarmos nossa opinião sobre determinada obra literária ao vermos que esta é muito bem avaliada nas plataformas online. Não gostar de um livro aclamado pelo público é uma atitude tão ruim quanto lançar uma maldição imperdoável, um verdadeiro crime. Mas é preciso que nem todas as pessoas gostem de um livro, porque o mundo seria um lugar muito tedioso se concordássemos em tudo. Digo isso com o coração partido, pois novamente estou decepcionada com um romance de Colleen Hoover

Quando li "Talvez Um Dia" no início desse ano tive uma resposta negativa, afinal, como eu poderia não amar um livro cujo relacionamento principal era composto por traições e mentiras? E agora, ao dar uma nova chance a autora por acreditar que aquele livro tratava-se de apenas uma exceção à regra, começo a perceber que talvez, no início de sua carreira, Colleen Hoover tenha cometido muitos erros até, enfim, acertar em seus livros mais recentes. 

"Um Caso Perdido" não é nem de longe a bola de neve maligna que me atingiu em fevereiro desse ano, mas confesso que chega perigosamente perto. Aqui nossa protagonista é Sky Davis, uma menina no último ano escolar que, devido a aversão de sua mãe à tecnologia moderna, não tem nenhum contato com o mundo externo, a não ser por sua melhor amiga e vizinha, Six. Sem TV, celular ou internet, Sky tem três hobbies: correr, ler e deixar garotos entrarem em seu quarto durante à noite. Mesmo que não sinta nada por eles e que não faça nada além de trocar alguns beijos, Sky garante uma reputação ruim que acaba por assombrá-la em seu primeiro dia numa escola de verdade, já que foi educada em casa durante toda sua vida. 

Quando Sky conhece Dean Holder, um caso perdido, ela começa a experimentar sensações e sentimentos que nunca havia sentido antes. Além disso, o garoto parece despertar lembranças sobre sua infância que a garota havia reprimido involuntariamente. E, em dois meses, os dois têm o relacionamento mais intenso e irrealista que leio em um bom tempo. 

São diversas páginas de declarações amorosas em monólogos intermináveis sem que nada realmente aconteça na primeira metade do livro. Repletos de frases que não são ditas na vida real, diga-se de passagem. E, quando finalmente chegamos a primeira de quatro reviravoltas que compõem "Um Caso Perdido", é um pouco tarde demais para realmente se importar com a vida daqueles personagens. 

Colleen Hoover utiliza todas as reviravoltas impactantes que poderiam ser utilizadas e, cada vez que um personagem comete um erro, seja no presente ou no passado, há uma justificativa. Sem exceção. Pior: ninguém sofre as consequências de suas atitudes e no final o que realmente importa é Dean Holder ter encontrado Sky Davis e a ajudado a superar seu trauma, com muito sexo envolvido. É irrealista, desrespeitoso com vítimas de estupro, romantiza situações um tanto quanto problemáticas  e mostra, mais uma vez, que garotas precisam de garotos para serem salvas.


Post Comment
Postar um comentário